Benefícios do contato pele a pele na primeira hora de vida

O contato pele a pele vem ganhando cada vez mais espaço dentro das salas de parto. Hoje, estudos já comprovam sua eficiência para auxiliar na saúde do bebê e da mãe. Esse método consiste em unir o recém-nascido e a mulher assim que acontece o parto, logo na primeira hora de vida do bebê.

Nesse momento, o procedimento – para o bebê saudável – deve ser enxugá-lo e cobri-lo com uma toalha aquecida, para evitar o gasto de energia, além de mantê-lo junto a mãe. As avaliações pós-parto necessárias, como a verificação da frequência cardíaca da mãe e do bebê, podem ser realizadas sem que ocorra essa separação.

Esse momento é um dos mais importantes para ambos, já que é ali que o bebê terá o seu primeiro contato com o mundo e onde o laço afetivo entre mãe e filho se fortalecerá. Porém, além desses fatores, o contato pele a pele ainda possui outros benefícios, confira alguns deles:

Equilíbrio da temperatura

Após o parto, o recém-nascido entra em contato com um mundo completamente novo para ele e uma das primeiras diferenças perceptíveis é a temperatura. No útero da mãe o bebê vivia em um ambiente quentinho e próprio para ele, mas ao sair, sua temperatura diminui. Já a mulher, pelo esforço do parto, tende a ter sua temperatura corporal elevada e é nesse momento que o contato pele a pele contribuirá. Ocorrerá uma troca de calor entre os dois e o equilíbrio de temperatura acontecerá gradativamente.

Tranquiliza o bebê

Ao reconhecer a respiração e frequência cardíaca da mãe, o bebê fica mas estável, se sentindo mas calmo e seguro nesse novo ambiente. Assim, a tendência é que o recém-nascido chore menos e até mesmo consiga dormir melhor.

Auxilia na imunidade do bebê

Com essa união com a mãe na primeira hora de vida, o bebê tem contato com diversas bactérias benéficas, que irão auxiliá-lo com a formação do seu sistema imunológico. Assim, o recém-nascido ficará mais protegido contra vários agentes infecciosos que podem causar algumas doenças graves.

Amamentação

Durante o parto e após ele acontece uma grande produção de hormônios, eles estimulam a amamentação, uma vez que o bebê estiver ativo e pronto para a sucção. Enquanto ele estiver em contato com a pele da mãe, o recém-nascido tende a buscar sozinho pela mama, respondendo a um estímulo natural e espontâneo. É só ter calma e deixar que a amamentação aconteça naturalmente. Devido a isso, os profissionais defendem que não deve acontecer a separação entre a mãe e o bebê na primeira hora do nascimento, já que isso poderá prejudicar o início da amamentação.

Esse contato também é benéfico para a mãe, uma vez que ele auxilia nos âmbitos biológicos e fisiológicos relacionadas ao parto, por exemplo, pode ajudar na diminuição no sangramento, na maior produção de ocitocina e também na maior produção de leite materno.

Agora que você já conhece o que é e o os benefícios do contato pele a pele, converse com seu obstetra sobre aplicar esse método na hora do parto do seu bebê.

Gostou? Compartilhe em suas redes

Busca no blog
Busque sobre uma postagem ou assunto.

Nuvem de Tags

Outras notícias

A Maternidade do Vitória Apart Hospital  oferece à gestante uma estrutura completa para atendimento e atenção no processo do nascimento.